Eletricidade: Renováveis ultrapassam combustíveis fósseis em nova potência instalada

As energias renováveis já ultrapassaram os combustíveis fósseis em termos de nova potência instalada para a geração de eletricidade, revela um relatório apresentado em Nova Iorque. De acordo com a análise houve, em 2013, um aumento da potência instalada de 143 gigawatts para as energias renováveis contra 141 gigawatts para o conjunto de petróleo, gás natural e carvão.

 

No encontro anual da Bloomberg New Energy Finance (BNEF), foi anunciado que a transição energética em curso atingiu um ponto de viragem, não restando dúvidas que a era dos combustíveis fósseis tem um fim à vista, sendo apenas uma questão de determinar quando é que isso vai acontecer, noticiou a Bloomberg.

 

“O sistema de eletricidade está a tornar-se progressivamente mais limpo”, afirmou Michael Liebreich, fundador do BNEF, citado pela Bloomberg. “Apesar da alteração dos preços do petróleo e gás, vamos assistir a uma expansão substancial da energia renovável que será provavelmente uma ordem de grandeza maior do que a expansão do carvão e gás”.

 

 

O relatório prevê que a razão entre nova potência instalada renovável e a nova potência instalada fóssil continuará a aumentar, atingindo o valor “4” até 2030. Por outro lado, é antecipado que a energia solar será o tipo de renovável que mais contribuirá para este crescimento.

 

Um relatório da Agência Internacional da Energia de 2014 previa que a energia solar se tornaria a principal fonte singular de energia elétrica em 2050, apesar de ser na altura responsável por apenas 1% da eletricidade produzida.

 

Fontes: Naturalink, Bloomberg BusinessScienceAlert